Memes da Bola: O Fado Português, a ajuda da Cristina Ferreira num jogo sem vento mas com mau apuramento

O fado português é triste, levamos com ele desde que nascemos. Um povo destinado a grandes feitos mas também a grandes tragédias e tristezas. E com a Seleção costuma ser mais ou menos assim: por cada sorriso espalmado na nossa cara, enchemos alguidares com lágrimas.

Veja as melhores imagens do Portugal-Espanha!

Eu sei que de Espanha não vem bom vento (levo com cada nortada que até faz um homem sentir-se um eunuco), quanto ao bom casamento não sei, temos de perguntar ao Quinaz, que disso perceberá ele. O que sei é que além do mau vento, ontem veio um terrível e doloroso apuramento. Aproveitando o facto de se falar com o Quinaz, será que ele poderia dar uma dica à Cristina Ferreira e colocar o nosso selecionador na lista de expulsões na próxima gala do Big Brother?

Portugal é aquela seleção que quando tem tudo para ser feliz decide dar um tiro nos pés. Nos últimos três anos foi assim com a França, Sérvia e Espanha. Três derrotas em casa quando eram precisos apenas três empates. Isto torna-se mais grave quando nos apercebemos que Fernando Santos até gosta de empatar. Se dessem a escolher ao Fernando Santos entre ganhar o Euromilhões e empatar um joguinho, ele nem pensava duas vezes, venha lá o joguinho, que ele milhões já ganha à pala da Federação Portuguesa de Futebol.

Mas atenção, a culpa não é dele, é de quem lhe deu contrato até 2024.

Esta derrota dói mais quando olhamos para os jogadores que temos na seleção: uma equipa, um grupo que tem tudo para ganhar troféus. Tudo exceto um selecionador.

E o que se passa com o nosso CR7? Ele vontade tem, mas isso também eu tenho quando começo um jogo com os amigos. O problema são os cinco minutos seguintes onde já tenho um pulmão a sair pelo nariz e as pernas mais duras do que um pão com 15 dias.

Agora faz sentido o “selecionador” não ter chamado outro central para o lugar de Pepe, é que na forma em que está, infelizmente para nós Cristiano Ronaldo é apenas um central… e mediano.

Eu também ia à Queima das Fitas do Porto com 28 ou 29 anos, depois uma noite parei, olhei à minha volta e pensei: “Estou velho para isto”. Se calhar CR7 deveria fazer o mesmo.

Antes de terminar falemos um pouco da entrada do João Mário em campo. Não vos ficou a ideia de que parecia um cão a correr atrás de galinhas sem conseguir apanhar nenhuma? O homem estava mais perdido em campo do que os deputados do PAN na Assembleia da República.

Quero acabar com algumas palavras para Fernando Santos.

Caro Fernando, eu sei que é um homem de fé, por isso lhe peço, por amor de Deus, ponha-se a andar da Selecção.

Artigos Relacionados