Tebas responde a Al-Khelaifi: “O Barcelona vendeu património para cobrir perdas, no PSG ‘abres o gás'”

Javier Tejas já comentou as declarações do presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, que criticou a engenharia financeira utilizada pelo Barcelona esta temporada para fazer contratações e inscrever jogadores na Liga Espanhola.

“Não há magia. O Barcelona vendeu parte do seu património para cobrir perdas, no PSG, por outro lado, ‘abres o gás’. Para um futebol sustentável o primeiro é pagar o que se deve, verdade?”, escreveu Tebas nas redes sociais.

O líder da La Liga fazia referência ao financiamento do PSG oriundo do mercado árabe.

No seu discurso na Associação de Clubes Europeus (ECA), o presidente do PSG falou do fair-play financeiro da UEFA e aproveitou para mandar um recado que tinha como algo os blaugrana.

“As novas regras de financiamento sustentável são um desenvolvimento positivo. As regras controlam os custos e encorajam ao investimento. Vão ajudar a garantir a sustentabilidade do futebol, mas temos de ser cuidadosos. Níveis perigosos de dívida ou injetar capital de forma mágica não são caminhos sustentáveis. Temos de pensar a longo prazo, não a curto”, comentou Nasser Al-Khelaifi, ele que também é presidente da ECA.

Artigos Relacionados